Que SINGA queremos?

Queremos um Singa onde caibam muitos Singas

Queremos abrir uma janela desde a geografia agrária brasileira para estabelecer diálogos com outras áreas do conhecimento e outras geografias

Queremos construir saberes com muitas e muitos, para que os saberes sejam de muitas e muitos

Queremos que o Singa possa ajudar na construção de agendas conjuntas de pesquisa e ação em espaços de articulação entre movimentos sociais, comunidades, pesquisadores, etc.

Queremos que o Singa seja um espaço de resistência contra o projeto de submissão e expropriação que com diferentes intensidades domina América Latina e da rebeldia do pensamento crítico que só ganha sentido na ação concreta. Mas não perdendo o sentido do acolhimento que as comunidades oferecem em qualquer circunstância

Queremos um Singa com a contundência das pesquisas, as experiências de extensão e cada vez mais aberto a incidir sobre o ensino

Anúncios