A questão agrária dos grandes empreendimentos na perspectiva situada de Eduardo Barcelos no SINGA

Eduardo Barcelos participa ativamente da mobilização social que luta para retomar as terras usurpadas pelo Porto do Açu e pelo maior mineroduto do mundo entre Conceição do Mato Dentro-MG e Açu/São João da Barra-RJ. Coordenou o contundente relatório “O projeto Minas-Rio e seus impactos socioambientais: olhares desde a perspectiva dos atingidos”. Também compõe o coletivo de movimentos sociais populares, cientistas, estudantes, entidades e tantas outras organizações populares, dos estados de Minas e Espírito Santo, que organizou a Caravana do Rio Doce e que percorreu o trajeto de danos sociais e ambientais provocados pelo crime ambiental da Samarco desde Mariana/MG, num levantamento coletivo e autônomo de informações e projetos de ações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s